Condroitina, sulfato

Propriedades.

O sulfato de condroitina é um dos constituintes principais da cartilagem e se caracteriza por sua extraordinária capacidade de fixar água. Graças a esta característica permite assegurar as propriedades funcionais mecânico-elásticas da cartilagem. In vitro, o sulfato de condroitina tem ação inibitória sobre a elastase, mediadora da degradação da cartilagem, e estimula, em culturas de células, a síntese de proteoglicanos por parte dos condrócitos.

Indicações.

Tratamento sintomático de manifestações funcionais de artrose e poliartrose.

Posologia.

Tratamento de ataque (duração: três semanas): 500 mg três vezes ao dia. Tratamento de manutenção (duração: três meses): 500 mg duas vezes ao dia.

Reações adversas.

Relataram-se alguns casos de discretos transtornos gastrintestinais (por exemplo: náuseas, diarreia ou constipação), que não tornam necessário suspender o tratamento. Existem relatos de casos esporádicos de reações alérgicas. Foram observados casos excepcionais de retenção de água em pacientes com insuficiência renal. O fenômeno pode ser atribuído ao efeito osmótico do sulfato de condroitina.

Interações.

Não há relatos de interações até o momento.

Contraindicações.

Hipersensibilidade conhecida à substância ativa. Menores de 16 anos. Gravidez e amamentação: não se deverá prescrever a mulheres grávidas ou mães em período de amamentação, devido à ausência de estudos em seres humanos nessas condições.

Medicamentos que tem Condroitina, sulfato e outro princípio ativo