Teriflunomida

Ações terapêuticas.

Tratamento da esclerose múltipla (EM). Imunomodulador.

Propriedades.

Este é um moderno agente imunomodulador com propriedades anti-inflamatórias que inibe de modo seletivo e reversível a enzima mitocondrial deidro-orotato-desidrogenase (DHO-DH) necessária para a síntese de novo da pirimidina, e desta maneira bloqueia a proliferação de linfócitos B e T ativados que necessitam da síntese da pirimidina para expandir-se. Após sua administração por via oral o pico plasmático é alcançado entre 1 e 4 horas com uma elevada biodisponibilidade (100%). Liga-se com avidez a proteínas séricas (99%) e é metabolizado por hidrólise. Sua eliminação é biliar, que poder ser acelerada mediante administração de colestiramina e carvão ativado.

Indicações.

Pacientes adultos com esclerose múltipla (EM) remitente ou recorrente.

Posologia.

Por via oral, 14 mg 1 vez ao dia.

Reações adversas.

Dispneia, cefaleia, alopecia, náuseas, diarreia, reações alérgicas, mialgias.

Contraindicações.

Insuficiência renal grave. Hipersensibilidade ao fármaco. Gravidez e amamentação. Insuficiência renal em diálise. Síndrome de imunodeficiência adquirida. Síndrome nefrótica. Deficiência hematopoiética (anemia, neutropenia, trombocitopenia, leucopenia).

Medicamentos que tem Teriflunomida