MAXIBELL

LATINOFARMA

zinco, sulfato + nafazolina

Solução oftálmica.

Apresentações.

Colírio: embalagem com 1 frasco plástico conta-gotas contendo 10 mL de solução estéril.
USO ADULTO E PEDIÁTRICO (Crianças maiores de 2 anos de idade)

Composição.

Cada mL contém: nitrato de nafazolina 0,5 mg; sulfato de zinco 4,0 mg; Veículo estéril. q.s.p. 1,0 mL - Componentes não ativos: ácido bórico, citrato de sódio, edetato dissódico, polissorbato 80, cloreto de benzalcônio (como conservante) e água purificada.

Informações técnicas.

O nitrato de nafazolina é uma amina simpaticomimética de ação direta. Age nos receptores alfa-adrenérgicos das arteríolas da conjuntiva, produzindo vasoconstrição, diminuindo a congestão. O sulfato de zinco possui ação adstringente e antisséptica moderada. O íon zinco precipita/desnatura proteínas e causa vasodilatação moderada sem ação descongestionante. A sua ação adstringente causa clareamento do muco ocular.

Indicações.

Como descongestionante ocular e adstringente.

Advertências e precauções.

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Glaucoma de ângulo estreito.

Posologia e modo de usar.

Instilar no saco conjuntival 1 ou 2 gotas, a intervalos prescritos pelo médico.

Reações adversas.

O uso prolongado pode resultar em midríase e aumento da pressão intraocular em pacientes sensíveis. Podem ocorrer hipertensão, arritmia cardíaca e hiperglicemia após absorção sistêmica significativa.

Superdose.

Em caso de ingestão acidental, especialmente por crianças, procurar assistência médica para tratamento antagonista e de suporte.
Uso geriátrico: MAXIBELL (nafazolina e sulfato de zinco) pode ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções comuns ao produto.

Dizeres legais.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
MS n° 1.1725.0025.003-1

Princípios Ativos de Maxibell

Laboratório que produce Maxibell