MAGNEN B6

MARJAN FARMA

magnésio, glicinato + piridoxina

Energizante. Vitamínico.

Apresentações.

Comprimidos revestidos em embalagens com 10 e 30 comprimidos.
VIA ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 10 ANOS

Composição.

Cada comprimido revestido contém:

Indicações.

Magnen B6 é destinado à suplementação vitamínico-mineral nos casos de dietas restritivas e inadequadas; como auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença e para idosos.

Contraindicações.

Magnen B6 é contraindicado para pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula; para pacientes parkinsonianos; em uso de levodopa isolada e em casos de insuficiência renal grave.
Este medicamento é contraindicado para menores de 10 anos.
De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta a categoria de risco B.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Advertências e precauções.

Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso.
Não ingerir doses maiores que as recomendadas.
A piridoxina em doses altas (2,0 a 6,0 g/dia) e por períodos prolongados, pode ocasionar neuropatia periférica, cursando com alterações sensoriais, ataxia e fraqueza muscular. Com a suspensão do uso da piridoxina a alteração neuronal apresenta melhora gradativa, em geral, com recuperação completa do quadro.
Magnen B6 deve ser utilizado com cautela em pacientes portadores de arritmia ou bloqueios cardíacos, miocardiopatias, e insuficiência renal leve ou moderada.
Não há restrições específicas para o uso de Magnen B6 em idosos e grupos especiais, desde que observadas as contraindicações e advertências comuns ao medicamento.
Este medicamento é contraindicado para menores de 10 anos.
De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta a categoria de risco B.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas.

Interações Magnen B6 - medicamentos
Magnen B6 não deve ser administrado em pacientes parkinsonianos, em uso de levodopa isolada, pois a piridoxina reduz seu efeito. Isso parece não ocorrer quando a levodopa está associada a inibidores de descarboxilase.
Além disto, a piridoxina possivelmente interage com glimepirida aumentando seu efeito hipoglicemiante. Se necessário considerar redução de dose de glimepirida.
O magnésio glicinato quelato, substância presente na formulação de Magnen B6, geralmente não interage ou apresenta interação mínima com alimentos e medicamentos. Ainda assim, alguns medicamentos devem ter seus efeitos terapêuticos monitorados em vista da possível interação com o mineral magnésio.
Possível diminuição de efeito: anticoagulantes orais, bisfosfonatos, cetoconazol, cimetidina, ranitidina, clordiazepóxido, demeclociclina, diazepam, digitálicos, fluoroquinolonas, salicilatos, moxifloxacino, dexametasona, prednisona e tetraciclinas.
Possível potencialização de efeito (considerar efeito tóxico): anfetaminas, efedrina, levodopa, quinidina, amicacina, dibecacina e cisatracúrio.
A ingestão de Magnen B6 juntamente com esteroides anabólicos ou anabolizantes pode aumentar o risco de edema.
A ingestão de Magnen B6 não altera a absorção de eterocoxibe.
A farmacocinética dos componentes de Magnen B6 pode ser alterada quando houver administração concomitante com: agonistas beta-2, aminoglicosídeos, amifostina, cicloserina, contraceptivos orais, estrógenos, insulina, isoniazida, penicilamina.
Interações Magnen B6 - substâncias químicas
A ingestão crônica de álcool pode prejudicar a metabolização do magnésio pelos rins.
Interações Magnen B6 - exames laboratoriais
A ingestão de vitamina B6 pode provocar uma reação falso-positiva na detecção de urobilinogênio quando utilizado o Reativo de Ehrlich.
Interações Magnen B6 - doenças
O glicinato de magnésio, substância presente na formulação de Magnen B6, não causa toxicidade em pacientes portadores de insuficiência renal leve e moderada. Ainda assim, pacientes com depuração plasmática de creatinina inferior a 15mL/min devem ter sua função renal monitorada com maior cautela quando administrado Magnen B6. Nos casos de insuficiência renal severa Magnen B6 está contraindicado.

Posologia e modo de usar.

Uso oral. Os comprimidos revestidos devem ser ingeridos inteiros e sem mastigar com quantidade suficiente de água para que sejam deglutidos.
Posologia: ingerir dois comprimidos revestidos de Magnen B6 por dia, em uma ou duas tomadas ou a critério do médico, com pequena quantidade de líquido, após as refeições.
Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral, pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.
Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

Reações adversas.

Alguns pacientes podem apresentar os seguintes sintomas com o uso de Magnen B6:
Distúrbios Gastrintestinais: náusea; vômito; dor abdominal; irritação gastrintestinal e diarreia.
Distúrbios Cutâneos: reações alérgicas e rubor.
Distúrbios Endócrinos: perda de apetite.
Distúrbios do Sistema Nervoso: cefaleia; sonolência e neuropatia sensorial.
Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Dizeres legais.

Registro M.S.: 1.0155.0241